terça-feira, 1 de maio de 2012

Capítulo 44 - dedicated for Clara sz'



No capítulo anterior...



Deixei minha bolsa em cima do sofá e fui em direção ao escritório de meu pai. Acima da mesa pude ver um papel que me despertou curiosidade, hospital¿ Li o que estava escrito sem entender muito bem do assunto, mas depois vejo alguns exames onde diziam que a pessoa estava com leucemia, curiosa, dirigi meu olhar para o nome do paciente no início da folha e lá leio o nome completo de

********************************

minha mãe. Sinto meu corpo arrepiar e leio aquilo de novo, tentando relacionar tudo, lágrimas automáticas caíam de meus olhos. Agora tudo fazia sentido. Vejo uma poltrona e o máximo que consigo fazer é ir até lá, sentar e chorar. Depois de um tempo, volto até a sala, pego meu celular e imploro a Joe que venha até aqui.
Assim que ele chegou, me abraçou e viu os papéis jogados no chão.

Joe: O que ta acontecendo Demi¿

Demi: Minha mãe vai morrer Joe..

Joe: Como você..

Demi: Você já sabia¿

Joe: Eu..

Demi: Como você pode esconder uma coisa dessas de mim Joe¿ Me fazer de boba, assim como meu pai¿

Joe: Se coloca em meu lugar Demi, sua mãe pediu pra que na contássemos nada.

Demi: Eu não vou aguentar perdê-la.

Joe: Calma pequena. – ele diz me abraçando. – Vem, vamos pra casa.

Apenas fiz o que ele havia dito, fui abraçada a ele para o carro e depois voltei pra casa dos Jonas. Assim que entramos Denise pode me avistar provavelmente com os olhos inchados e vermelhos e Joe com a afeição preocupada.

Denise: Ai meu Deus, o que aconteceu querida¿

Demi: Minha mãe vai morrer não vai¿ - ela me abraçou, eu só queria ouvir que aquilo era mentira de alguém, mas parecia mesmo que ela estava com os dias contados. – Ela tem quanto tempo¿

Denise: Ainda não dá pra saber querida, ela foi fazer os últimos exames hoje. – ela diz tentando limpar minhas lágrimas e deixando as dela cair.

Joe me abraçou de novo, ele me abraçou forte e eu só consegui afagar minhas lágrimas em seu peito. Ao mesmo tempo tia Denise passava as mãos sobre meu cabelo tentando me acalmar, mas a dor que eu sentia era maior que qualquer outra que já tinha tomado conta de mim. Me separei do abraço tentando tirar força de algum lugar.

Demi: Acho que o certo agora, é esperar ver o resultado dos exames e falar tudo para Madison.

Denise: Sim querida. – ela diz se lamentando.

Demi: É melhor mantermos a calma por enquanto e depois falar com ela. – digo colocando a mão na cabeça me segurando pra não desabar a chorar, porque agora eu é quem tinha que estar lá pra minha irmã, pai presente eu tinha certeza que a gente não ia ter. Meu pai sempre trabalha mais quando está com problemas.

Enquanto esse turbilhão de pensamentos passava pela minha cabeça, Joe me abraçava de lado e me levava para o quarto e permanecia lá comigo.

Ele havia ficado deitado lá comigo por um tempo, até que Denise chega aflita no quarto com o telefone na mão.

Denise: Sua mãe quer falar com você querida.

Pego o telefone com medo e do outro lado da linha escuto minha mãe chorando.

#LIGAÇÃO#

Dianna: Filha¿

Demi: Mãe, como você tá¿ - digo apavorada, já chorando.

Dianna: A minha menininha esperta descobriu tudo, mais uma vez. – sorrio entre lágrimas.

Demi: Você vai ficar bem mãe¿

Dianna: Filha, nesse momento eu estou indo pra casa da sua avó, passar lá a minha ultima noite, por favor, cuida da sua irmã e não venha atrás de mim, quando você chegar eu provavelmente vou estar...

Demi: NÃOOOOOOO! É MENTIRA!

Dianna: Me desculpe por abandonar vocês. Eu te amo filha, eu te amo muito!

#LIGAÇÃO#

Me levantei da cama e deitei no chão chorando muito, aquilo não podia ser verdade, eu ia perder a minha mãe, meu exemplo. Como eu ia contar isso pra Madison¿ Comecei a tremer muito, com a s mãos na cabeça.

Fiquei em pé de novo e encarei Denise e Joe.

Demi: Alguém me ajuda por favor. – mas nesse momento eu já estava abraçada a Joe, ele sempre sabia melhorar as coisas, mas não dessa vez.

Me soltei do abraço de Joe e fui correndo pro banheiro com o estômago embrulhando e parada em frente a pia, coloquei tudo pra fora, Denise já estava lá ao meu lado, chorando também colocando as mãos em minha testa enquanto eu vomitava.

Depois joguei muita água no rosto e Denise me abraçou. Olhei pra dentro do quarto e vi Joe chorando muito, tentando se esconder de mim.

Demi: Eu perdi a minha mãe. – dizer essas palavras me cortava o peito, mas em instantes não vi mais nada.

...

XxX: Ela acordou.

Olho a minha volta e vejo Nick, Joe, Denise e um médico.

Médico: O remédio deve ter feito efeito.

Demi: Cadê a Madison¿

Joe: Ta no quarto dela com Frankie e meu pai.

Demi: Eu quero vê-la. – digo deixando as lágrimas caírem.

Denise: Demi, é melhor esperar mais um pouco queria, sua irmã está muito nervosa e você está fraca.

O que fazer nesse momento¿ Gritar, discordar de todos e ser rebelde¿ Pra que¿ Eu só tinha que obedecer todo mundo, então assenti com a cabeça e em troca ganhei o abraço de Joe.

Denise: Querida, acho que vou ligar para Mandy contar pra Selena agora e trazê-la aqui.

Demi: Faz isso por favor Tia De, e Nick, liga pra Miley.

Nick: Ela já está a caminho. – fecho os olhos tentando aliviar um pouco a dor de cabeça de tanto chorar e depois de um tempo, me sento na cama e como a maçã que Denise me obrigara a comer.

Ouço alguém bater na porta e vejo Joe ir abrir. Quando tenho a imagem da minha amiga entrando chorando, vindo em minha direção e me abraçando.

Selena: Como você está¿

Demi: Na medida do possível. – em questão de segundos Miley entra, tentando esconder o choro, mas com a pior cara possível no quarto e vindo em minha direção. Eu a abraço e começo a chorar novamente, depois vejo Joe saindo dali, com as mãos nos olhos.

Demi: Tia Denise, pelo amor de Deus, me deixa ir falar com a minha irmã¿

Denise: Sim.

Me levanto e sinto meus pés fracos e despidos de calçados tocarem o chão gelado. Vou em direção ao quarto de Madison e encontro a porta semiaberta com Paul fazendo cafuné no cabelo dela e Frankie sentado em uma poltrona dormindo, Madison fazia o mesmo, só que com a cabeça no colo de Paul e deitada na cama.

Entro no quarto e Paul vem me abraçar.

Paul: Sinto muito querida.

Demi: Eu também. – digo cochichando pra não acordar minha irmã. – Acho melhor não acordá-la, não é¿

Ele concordou e eu fui lá e dei um beijo na testa dela, sem conseguir evitar lágrimas caindo sobre meu rosto. Fiquei por um tempo ali, abraçada a minha irmã que dormia e depois voltei para meu quarto.

Lá ficaram comigo Selena e Miley, eu tomei banho, troquei de roupa e depois nós descemos e fomos ficar lá na sala com todos. Deitei no sofá, no colo de Joe e depois de uma meia hora, ouvimos Madison gritando. Me levanto correndo e vou em direção ao quarto dela.

Chego lá e a abraço. Minha irmã, tão pequenina não merecia passar por isso, mas eu ia ser forte e ia ajudá-la, ela chorava muito e ouvir seus soluços me fez derramar lágrimas, acho que todos ali, agora choravam, a cena deve ter sido chocante. Eu não tirava os meus pensamentos dela, da minha irmã e em como ela devia estar se sentindo. Esse estaria sendo o abraço mais longo da minha vida. Me separei dela e enxuguei sua lágrimas que não cessavam.

Demi: Vai passar. – eu disse segurando em suas mãos e tentando transmitir confiança. – Assim como tudo, a gente vai passar por isso juntas.

Madison: Promete¿

Demi: Sim. – a abraço novamente.

Depois Madison tomou banho, nós descemos e comemos e por incrível que pareça as coisas pareciam ir se acalmando. Chegou à noite e eu fiquei no quarto de Madison até ela dormir, porque ela teve uma crise de choro forte e eu não me segurei e desabei junto, mas eu consegui acalmá-la e a fiz dormir. Eu aparentava tão forte e segura, mas não era assim que eu me sentia de verdade, eu só queria poder estar no lugar de minha mãe. 
Desci as escadas e Tia Denise estava na cozinha com tio Paul, e não tinha ninguém na sala. Fui até a cozinha e encontrei Denise abraçada à Paul chorando. Saí dali correndo e fui para meu quarto. Coloquei pijama e me deitei na cama, senti o travesseiro macio sob minha cabeça dolorida e cheia e por um momento senti que eu podia ser fraca que eu podia desabar e que eu podia chorar, chorar muito e ninguém ia ver minha fraqueza.

CONTINUA...

Eu sei, eu sei.. vocês querem me matar, mas isso que eu fiz foi essencial para a fic ter continuidade ta? Vai passar ta bom minhas lindas? Bem, esse capítulo melancólico foi dedicado a uma das minhas fiéis leitoras, a Clara! Poucas de vocês, ou nenhuma talvez, a conheça, mas ela é a bebê mais linda *-* Só que ela é lerdinha o suficiente para ter a capacidade de não conseguir comentar, por isso vocês não a devem conhecer, bem não vamos culpá-la por favor. Afinal, ela é minha fiel escudeira na fic e sempre lê e fala comigo! Eu fui no show da Dems com ela e se ela não estivesse lá, talvez eu não tivesse conseguido assistir ao show, por conta de minhas fraquezas : (( PEEH, TE AMO TA? EVER!!
xoxo
Love,
Mah Jonas


11 comentários:

  1. Eu juro que chorei! =/ Sério! Muito triste.
    Fiquei com mais do da Demi, pois perder uma mãe é MUITO dificil!

    Posta logo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. : ((( é... deve ser mesmo, não desejo isso pra ninguém, não posso nem imaginar como é isso :/
      E... eu também chorei muito escrevendo os capítulos dessa parte da história!!
      xoxo

      Excluir
  2. OIII minha florzinha! Tudo bem? Nem vim aqui comentar no último capítulo, né? Mas eu comento aquele nesse, ok?
    A questão é o seguinte: Eu viajei no feriado, e na roça não tem internet, e... Ah, deixa pra lá. Você entendeu.
    Eu fiquei lá igual uma doida roendo as unhas no último capítulo... Mas foi só subir a página que meu problema se resolveu. :)
    Você sabe que eu sou muito do contra, né? POis é... KKK Eu tô lendo um livro ótimo, o que é péssimo... POrque o livro é muito triste e agora nada, mas NADA nesse mundo pode me fazer chorar. Aí, no meio do capítulo, eu tive uma crise de riso e não deu muito certo. Enfim... Você me deixou muito abalada... Isso não é muito educado da sua parte. Viu?
    Pois é... Que trágico! :(
    É... Acho que é tudo por hoje. Tá perfeito o capítulo. A fic inteira.
    Sabe que eu te amo, né rosa mais linda do meu jardim?
    Beijos do tamanho do mundo!
    :)
    Eu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só você tem um crise de riso nessas horas KKKKKKKKKK OMG sorry te deixar abalada : (((
      Obrigada por elogiar a fic.
      Eu também te amo, linda.
      Kisses

      Excluir
  3. ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
    que cap mais lindo mara...
    Menina vc precisa postar logooo
    por favor!!
    aiintá mto mega divo
    Amoor, amo vc tá!
    bjokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada linda!!
      Heey, eu me esforço bastante pra postar rápido, mas minha vida ta de cabeça pra baixo rsrsrs
      Ombrigada.
      Awn, que fofa, tb te amo!
      smacks

      Excluir
  4. oi entra nesse blog 1motivos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. psiu juro pra vc que comentei esse capitulo ontem mas meu pc ta uma merda mesmo desculpa eu entendo vc ter que fazer isso pra fic continuar mas tadinha da demi buuuuuuuuuaaaaaaaaa :-(
    e vc tambem não aparece mas no meu blog né gatinha rsrs eu fiz outro blog da uma pasadinha la
    http://nileyjemiforever-loveneverdies.blogspot.com.br/
    beijocas
    posta logo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem problema, o que importa é que você leu e comentou : ). Por favor não me culpe, eu chorei demais escrevendo esse capítulo, demorei umas três semanas pra conseguir escrever essa parte da fic, porque eu chorava muito sempre que ia escrever =/
      E sério, me desculpa, eu tive que fazer 5 provas em dois dias e 2 trabalhos e ainda tenho mais um trabalho e sério, tem muita coisa acontecendo de uma vez só comigo, eu acho que eu não estava preparada pra isso =// kkk sério, eu emagreci 3 Kg, tem 4 semanas que eu não vou na aula de piano, eu vou ter aulas no sábado, fico na escola todos os dias até à tarde agora, menos quarta e é só quando eu não tenho trabalho também!! eu estou enlouquecendo sem as aulas de música e eu fui MUITO mal na prova de física, muito mal mesmo, vai ser a pior nota da minha vida! Enfim, além dessas coisinhas tem outras que me encomodam e sempre que eu entro no computador eu leio todas as fics, mas nem sempre da pra comentar em todas, mas eu prometo que eu leio, sério, não me culpe, por favor, minha vida ta mesmo, apavorante!! =/
      xoxo

      Excluir
  6. As votações começaram! A partir de junho, confira a 1ª edição de Let's celebrate!
    Apenas em jemi-thewayiloveyou.blogspot.com

    ResponderExcluir

Comentarioos *-* lindinhoos!